Buscar

Nota aos candidatos pela OAB - A democracia respeitada

16/11/2020

A democracia respeitada.

No dia que se comemorou a Proclamação da República (15/11/2020), evento histórico que aconteceu em 1889, resultando na mobilização do Exército e de republicanos civis contra a monarquia instalada no país desde 1822, tivemos, voltando os olhos aos dias atuais, por ocasião da pandemia o adiamento das eleições municipais justamente nesta data histórica de avanço democrático (o destino assim o quis).


A Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção de Palmas/PR, através da Comissão Eleitoral capitaneada pelo competentíssimo advogado Dr. Luiz Tesseroli, respeitando tais balizas democráticas e constitucionais (que são caras pela instituição) não mediu esforços para adequar-se ao novo normal, eis que em razão de inúmeras restrições sanitárias, conseguiu, ainda, com toda penitência agravada pela distância entres as cidades, de forma exitosa, acompanhar todos os pleitos municipais vinculados a nossa subsecção, bem como participar através de entrevistas e transmissões nos meios de comunicações ao alcance (redes sociais e rádios). Tudo isso em obediência e respeito ao direito de informação dos eleitores - para que realizasse uma escolha consciente e se identificassem com os planos de governo de cada candidato.


Para ter uma ideia do compromisso assumido pela Comissão Eleitoral, houvera acompanhamento dos debates ocorridos na cidade de Mangueirinha e Palmas, participação nas entrevistas com os candidatos nas cidades de Clevelândia, Honório Serpa e Coronel Domingos Soares. A fiscalização rigorosa da Comissão atingiu aproximadamente (fazendo uma soma de todos os eleitores das cidades mencionadas) a quantidade de 48.300 eleitores.


Foi disponibilizado pela OAB PARANÁ em convênio com o TSE aplicativo de denúncias (crimes eleitorais), cuja intenção foi evidentemente proibir práticas abusivas.


Com o encerramento das eleições municipais nas cidades em que a Comissão Eleitoral participou de forma incisiva e responsável, fica o registro de uma atuação apartidária (sem bandeiras, sem cores e sem siglas), fica o registro de que prevaleceu a soberania popular do direito ao voto; fica o registro da exitosa transmissão de informação repassada pela OAB aos eleitores (tivemos em Palmas e Clevelândia eleições acirradas, as quais demonstraram a qualidade dos candidatos e de votos conscientes).


Por derradeiro, com a democracia popular concretizada nas urnas, caberão aos eleitores nos próximos quatro anos exigir o cumprimento do plano de governo prometido. A Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção de Palmas/PR, através da Comissão Eleitoral parabeniza todos os candidatos que se sujeitaram ao processo eleitoral focados em um bem comum: o desenvolvimento local.


Mauricio de Freitas Silveira

Presidente Interino da Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção de Palmas/PR


INFORMATIVO

Veja Também

19.06.png
Lôgo - Azul-min.png
Imagem3.jpg

 AMIGOS DA

 NOSSA CULTURA