Buscar

Clevelândia: o reflexo da pandemia nas eleições municipais

05/10/2020

Da Redação

Desde 27 de setembro estão permitidas as propagandas eleitorais, conforme autorizou a Res. 23.627/2020 implementada pela Emenda Constitucional 107/2020. Indagação que faz:

Por que não vemos nas ruas e bairros de nossa cidade, a distribuição de material gráfico, carros adesivados e até mesmo o trânsito de carro de som?

A resposta a essa indagação consiste pela elevada demora das instituições financeiras em abrir as contas bancarias dos candidatos, eis que todo material deve conter a identificação do CNPJ para que os candidatos consigam ir a campo.

As instituições financeiras da cidade de Clevelândia, devido ao impacto da pandemia, estão passando por dificuldades acerca da redução substancial de funcionários, além do acumulo de serviços referentes há outros serviços bancários, o que por si só, inviabiliza o cumprimento tempestivo.

Em conversa esparsa com candidatos ao pleito majoritário como proporcional, todos, sem exceção, estão revoltos com a situação. Os reclamos são de toda ordem, mas recaem, exclusivamente, na impossibilidade de distribuir o material gráfico e começar a visitas aos eleitores. Por outro lado, alguns candidatos reconhecem a problemática trazida com a pandemia que reduziu o quadro de funcionários das agencias bancarias e recomendam paciência.

Em decorrência se viu obrigado (em obediência a crise sanitária da COVID-19) regular e reduzir para 45 dias a campanha eleitoral. Em Clevelândia pelo fato acima informado teremos aproximadamente 30 dias de campanha.



INFORMATIVO

Veja Também

19.06.png
Lôgo - Azul-min.png
Imagem3.jpg

 AMIGOS DA

 NOSSA CULTURA