top of page
Buscar

Proporção de moradores em apartamentos quase dobra no Paraná em 12 anos, aponta IBGE

25/02/2024

Fonte: AEN



Dados detalhados sobre as características dos domicílios divulgados nesta sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que 13,2% da população do Paraná reside atualmente em apartamentos. A porcentagem é quase o dobro da que foi registrada pelo Censo de 2010 no Estado, quando a proporção deste tipo de imóvel representava 7,1% do total, o que confirma o processo de verticalização das moradias, seguindo uma tendência nacional.


O Paraná ocupa a 9ª colocação entre os estados que possuem maior proporção da população residente em apartamentos. O ranking é liderado pelo Distrito Federal, com 34,2%, seguido pelo Rio de Janeiro (22,3%), Santa Catarina (21,8%) e São Paulo (20%). O índice estadual é levemente menor do que a média nacional, que é de 14,8%.


Segundo o analista do IBGE, Bruno Perez, o aumento expressivo de apartamentos no Brasil em relação ao último Censo reflete uma concentração da população nos grandes centros urbanos. “Essa verticalização é uma resposta ao adensamento da população dos municípios, principalmente nas áreas de região metropolitana e nos centros das cidades maiores”, afirma.


Em nível estadual, as cidades com maior concentração de pessoas morando em apartamentos são Curitiba, com 33,6% da população, Londrina (29,6%), Maringá (29,1%), São José dos Pinhais (23%) e Cascavel (21,4%). Dos 399 municípios paranaenses, 47 não possuem pessoas residindo em apartamentos.


Por outro lado, a porcentagem de pessoas que residem em casas no Paraná caiu nos últimos 12 anos, passando de 91,6% no Censo de 2010 para 84,3% no Censo de 2022. Apesar da queda, o Paraná permanece a ser o estado com mais pessoas que moram neste tipo de imóvel, a frente do Rio Grande do Sul, com 79,7%, e de Santa Catarina, com 77,2%.


De acordo com os critérios utilizados pelo IBGE, também são considerados na lista 2,3% de pessoas residentes em casas dentro de vilas ou condomínios fechados. Há ainda um residual de 0,09% de moradores vivendo em cômodos ou cortiços e de 0,02% em estruturas degradadas ou inacabadas, o que coloca o Paraná entre os estados com menor proporção deste tipo de domicílio no Brasil.


BANHEIROS – Os dados do IBGE também apontam uma melhoria nas condições sanitárias dos imóveis do Paraná. Atualmente, 99,73% dos domicílios possuem banheiro exclusivo, o sétimo melhor índice entre os estados brasileiros e acima da média nacional, que é de 98,1%. Deste montante, 64,46% das casas têm um banheiro, 27,21% contam com dois banheiros, 5,98% têm três banheiros e 1,9% têm quatro banheiros ou mais.


SOBRE A PESQUISA – Os resultados divulgados nesta sexta-feira (23) também trazem informações sobre o abastecimento sanitário, coleta de esgoto e destinação do lixo, dados em que o Paraná apresenta os melhores indicadores do Brasil. Os dados estão disponíveis em nível nacional, por grandes regiões, estados e municípios.


Confira os dados extraídos pela Agência Estadual de Notícias sobre as características das residências e a existência de banheiros nos domicílios brasileiros. Confira AQUI os dados por municípios. Os dados completos estão disponíveis na Plataforma Geográfica Interativa (PGI) do IBGE e no panorama do Censo 2022.

Comments


bottom of page