top of page
Buscar

Clevelandenses preocupados com a manutenção do Complexo de Moagem de Grãos e de seus empregos


A notícia da possibilidade da construção de uma nova usina no rio Chopim, criou uma situação que tem levantado duvidas e gerado desconforto e apreensão entre os cidadãos clevelandenses.

Os questionamentos convergem e é unânime a preocupação com o futuro do Complexo de Moagem de Grãos que é, sem dúvida, pela história e importância, um patrimônio do município.


Mas, afinal, o que tem de verdade e o que é fantasia?


Foi percebendo esse momento que um grupo de vereadores convidou, além da população, o administrador judicial da massa falida da empresa Olvepar S.A- Dr. Ricardo Ferreira, a 4SSETS - Fundo de Investimentos em Direitos Crediários Não-Padronizados, proprietária dos ativos da massa falida, e a Usina Hidrelétrica Trindade Baixa Ltda., detentora de concessão para construção da nova usina no Rio Chopim, para reunião que aconteceu ontem(24), nas dependências da Casa da Cultura.


O objetivo da reunião foi a prestação de esclarecimentos e informações a população de Clevelândia, que compareceu em bom número, tendo como principal questionamento: "a construção de uma nova usina, irá inviabilizar a continuidade operacional do Complexo Industrial de Processamento de Soja?"


Convidado a falar objetivamente sobre a situação do processo da Massa Falida da Olvepar, o Dr. Ricardo Ferreira, que é seu administrador jurídico, relatou sobre a atual situação do patrimônio que compõe a massa falida e esclareceu que existe um plano para finalização do processo o qual, portanto, pode-se dizer que se encontra em fase de conclusão.


Em seguida, Valdoir Slapak, representando a 4SSET, falou sobre os projetos de investimentos que se fazem necessários para o funcionamento e aumento de produção no Complexo Industrial de Processamento de Soja em Clevelandia. Porém, foi claro sobre incertezas, considerando que a construção da nova usina PCH Trindade Baixo Jusante resultaria na redução na produção de energia da Usina Hidrelétrica de Salto Claudelino, que é a alimentadora energética do Complexo de Moagem de Grãos, podendo inviabilizar qualquer projeto de investimentos em reformas, modernizações ou ampliações na unidade.


O Sr. Julinho Tonus, Diretor Presidente da Cooperativa Agropecuaria Tradição, também teve importante participação na reunião falando sobre os projetos que a cooperativa tem desenvolvido juntamente com o grupo de investidores, visando aumento de capacidade de produção da unidade de Clevelândia. Também deixou claro que, mesmo tendo projetos de crescimento e desenvolvimento desta unidade, ve com muita apreensão esta situação que pode inviabilizar qualquer projeto de ampliação estrutural, e até mesmo sua manutenção e continuidade operacional.



Um público considerável, composto por cidadãos que atuam nos mais diversos ramos que movimentam a economia desta cidade, também teve participação importante no evento, levando questionamentos que deixaram clara a preocupação com o que pode ser o resultado desse embate de interesses.




Com a ausência da empresa Usina Hidrelétrica Trindade Baixa Ltda., detentora da concessão para a construção da nova usina, coube aos representantes da 4SSETS, a responsabilidade de ouvir o público e prestar informações aos cidadãos que se fizeram presentes na reunião.


Fotos:




Comments


bottom of page